Umberto Boccioni, o futurista do passado.

Umberto Boccioni, o futurista do passado.

Nascido no ano de 1882, em Reggio di Calabria na Itália, Umberto Boccioni é um grande nome do movimento futurista.

O futurismo foi um movimento artístico-literário que associava e enaltecia o futuro com dinamismo, velocidade e tecnologia. Erroneamente visionários, os artistas que compactuavam com tal corrente acreditavam na necessidade do militarismo, o que tinha ligação direta com a violência, em especial por acontecer no mesmo período da Primeira Guerra Mundial.

A partir disso, Umberto Boccioni que sempre gostou de ilustrar e produzir cartazes teve oportunidade de mergulhar no mundo das artes quando começou a frequentar galerias e museus ainda muito jovem. Ele estudou o impressionismo e pós-impressionismo, mas sua verdadeira paixão era o renascentista Michelangelo, a quem considerava um gênio escultor.

É válido destacar que os futuristas eram contra movimentos artísticos supostamente arcaicos, como o Renascimento, eles valorizavam o novo e o tecnológico.

Outra paixão secreta de Boccioni era o Cubismo, que muito o influenciou, embora criticasse por conta das linhas retas. O pintor conseguiu juntar retalhos artísticos de várias correntes artísticas e criou algo bastante inovador que conversava com o que ele acreditava.

Ele tinha traços rápidos que eram alusões a movimentos, gostava do que era contemporâneo, fazia o uso de cores prismáticas e adorava o efeito estilhaçado em pinturas, como os vitrais. Já as suas esculturas eram sempre muito representativas quanto ao dinamismo e à movimentação, geralmente feitas em gesso.

Defensor do progresso, se juntou ao seus amigos futuristas para criar o Manifesto do Futurismo, ele preconizava o abandono das artes ultrapassadas, e apreciação única ao moderno e inovador.

Embora possuísse uma ideologia controversa, Boccioni é extremamente importante para o desenvolvimento do modernismo, e seu nome é super associado às vanguardas europeias.

Morreu em 1916, aos 33 anos, quando caiu de um cavalo durante a Grande Guerra, a qual lutou por influência do pai do futurismo, Filippo Marinetti, que dizia que a guerra era a única higiene do mundo.

Confira agora as obras de Umberto Boccioni:

Sem Comentários

Postar Comentário

× Podemos ajudar?