Shepard Fairey, mais que artista de rua, ativista pelas ruas

Shepard Fairey, mais que artista de rua, ativista pelas ruas

Shepard Fairey é um artista nascido em 15 de fevereiro de 1970, em Charleston, na Carolina do Sul – Estados Unidos. Ainda no colegial demonstrava interesse pelas artes, vivendo na Califórnia e fã do skate, desenhava para os amigos de esporte, customizando roupas e objetos.

Ele estudou design na Rhode Island School of Design e seu nome começou a ser comentado durante esse período quando lançou a campanha “Andre the Giant Has a Posse”.

Basicamente, ele desenvolveu um adesivo sem significado específico de “André, o Gigante” quando ensinava um amigo a fazer estêncil. Após isso, a arte ganhou muita popularidade entre os skatistas e foi migrando pelas tribos até atingir toda Rhode Island.

A partir disso, ele decidiu usar o fenômeno acidental como um experimento de fenomenologia, isto é, a essência e percepção que as coisas tem pelo mundo.

Esse evento inaugurou todo o ativismo e representatividade que ele demonstraria nos anos seguintes. Depois que se formou, começou a se envolver com design e serigrafia e “André, o gigante”, foi alterado para “Obey Giant”.

Com isso, em 2001, fundou a marca de roupas Obey, que estendia seus manifestos para o vestuário. Logo logo a empresa se popularizou entre a galera do skate.

Além disso, fundou no ano de 2003 uma agência de design que produziu capas de discos para The Black Eyed Peas e The Smashing Pumpkins. Ele sempre foi engajado com a vida política e fazia manifestações artísticas sobre o cenário estadunidense.

Em 2004 se juntou com outros artistas para fazer pôsteres contra George Bush, mas seu sucesso mundial veio em 2008 com Barack Obama. “Hope” era a palavra que acompanhava o ex-presidente nos cartazes de Fairey, sua estética cromática de cores primárias que remetiam a bandeira americana resplandeciam pela silhueta de Obama.

Isso deu muita notoriedade a Shepard, que trouxe para a contemporaneidade um pôster político que pudesse competir com o Tio Sam. Outrossim, ele se mantém presente no ativismo, sempre demonstrando seu posicionamento e defendendo as causas que adota.

Em 2007, fundou Awareness Program, em que ajuda projetos com doações obtidas pela venda de produtos da Obey. Fairey, muito transparente, destina 100% dos lucros, além de acompanhar de perto todo o processo burocrático.

Depois de tanta informação, veja os lindos trabalhos da nossa referência da semana:

Sem Comentários

Postar Comentário

× Podemos ajudar?