Isaías Belo, e a ressignificação do Pin Hole.

Isaías Belo, e a ressignificação do Pin Hole.

Você já ouviu falar em Pinhole? Basicamente é uma câmera estenopeica, que não possui lente e geralmente é feita com latas de metal.

A nossa referência da semana, Isaías Belo, atribuiu um novo significado para o pinhole e tem uma bagagem fotográfica imensa.

Nascido em Recife, trabalha com fotografia desde 1998 e sua temática favorita é a vida pernambucana. Mas ele tem um grande diferencial, é um amante caloroso do pinhole.

Para ele, não é somente uma técnica primitiva que visa a estética, ou produções específicas. É uma extensão do corpo, uma nova percepção de mundo e também postura política.

Ambientalista, acredita que a lata bate de frente com a tecnologia digital. A partir disso, começou a realizar oficinas pinhole para jovens de comunidades suburbanas.

Isaías tem um carinho especial pelo amigo, mestre e vizinho Francisco Brennand. Em 2017, fizeram uma parceria juntos, usando a técnica pinhole para documentar a “Imaculada Conceição”, que foi esculpida por Brennand. Além disso, o fotógrafo lançou um livro com apresentação do escritor Fernando Monteiro.

Outrossim, realizou outros projetos como, O Encontro, Futebol Arte, O Templo do Sacrifício, Florações Líticas – Arqueologia Urbana do Futuro, Projeto Conexões – Fotografias Experimentais.

Confira agora suas fotografias:

Sem Comentários

Postar Comentário

× Podemos ajudar?