Designer cria portfólio em forma de passaporte e “perde”, propositalmente, em locais estratégicos da cidade de Nova York.

Designer cria portfólio em forma de passaporte e “perde”, propositalmente, em locais estratégicos da cidade de Nova York.

No universo da arte e comunicação, usar a criatividade e inovação para entrar e conseguir destaque no mercado é um dos principais diferenciais. Dessa forma, a designer e diretora de arte romena, Miruna Macri, não pensou diferente quando decidiu criar um portfólio em forma de passaporte e perder propositalmente em pontos estratégicos próximo às grandes agências de publicidade e design de Nova York.

Miruna afirma que usou essa tática porque acredita que um passaporte perdido em uma cidade chama muita atenção, principalmente em um lugar turístico, fazendo com que, na maioria das vezes, as pessoas abram por curiosidade. Pensando dessa forma, ela atribuiu logo na primeira página do seu pseudo passaporte seus principais dados, como nome, idiomas, formação e experiência profissional.

A designer deixou seu portfólio em mais de 20 locais da cidade de Nova York e até os dias atuais trabalhou em uma das maiores empresas e agências do mundo, selecionada pelo Cannes Lions como uma das mulheres criativas de alto potencial.  

Sem Comentários

Postar Comentário

× How can I help you?