fbpx
 

Charlie Kaufman, um dos roteiristas mais influentes de Hollywood

Charlie Kaufman, um dos roteiristas mais influentes de Hollywood

Charles Stuart Kaufman, conhecido como Charlie Kaufman nasceu em Nova Iorque, no dia 20 de setembro de 1958. Quando era apenas um estudante, Charlie já escrevia peças e filmava curtas-metragens. Enquanto isso, ele também trabalhou como ator cômico e como distribuidor do jornal Star Tribune, até ser contratado como roteirista de um Sitcom. Foi através desse trabalho que Kaufman desenvolveu suas habilidades como roteirista de peças audiovisuais.

Enquanto atuava como roteirista de diversas produções, em seu intervalo, Charlie escreveu a primeira versão de “Quero Ser John Malkovich”. Quatro anos depois, em 1999, o roteiro chegou até Francis Ford Coppola. Foi através de Francis que o produtor Steve Golin e o diretor Spike Jonze tiveram acesso ao roteiro e, logo depois, decidiram realizar o projeto. O filme rendeu duas indicações ao Oscar: Melhor Roteiro original e Melhor Diretor. Além disso, o sucesso da obra serviu como uma porta de entrada para Kaufman em Hollywood. 

Pouco tempo depois, ele se tornou um dos roteiristas mais requisitados da indústria, escrevendo grandes sucessos como “Natureza Quase Humana” e “Adaptação” e “Confissões de Uma Mente Perigosa”. Em 2004, Charlie recebeu o Oscar de Melhor Roteiro Original, por “Brilho Eterno de Uma Mente Sem Lembranças”. O filme possibilitou que Kaufman se tornasse também um diretor requisitado por grandes estúdios e, em 2008, ele estreou como diretor em “Sinédoque, Nova Iorque“, obra lançada no Festival de Cannes. Após o filme não atingir uma boa repercussão, Charlie passou quase 10 anos sem atuar. Foi em 2015, com a animação em stop-motion “Anomalisa”, que ele retornou à indústria. A animação, além de conquistar a crítica, trouxe mais um Oscar para Kaufman, mas na categoria de Melhor Animação, marcando com louvor a volta do cineasta.

Confere abaixo pôsteres de algumas obras de Charlie Kaufman:

Sem Comentários

Postar Comentário