Amedeo Modigliani, conhecido como “príncipe de Montparnasse”.

Amedeo Modigliani, conhecido como “príncipe de Montparnasse”.

Italiano, pintor e escultor, conhecido como “príncipe de Montparnasse”, Amedeo Modigliani chega para nossa #referênciadasemana.

Conseguia criar uma empatia entre o espectador e suas obras, entre toda a sensualidade e movimento que apresentava em sua arte.

Adepto ao movimento expressionista, é famoso por seus retratos com rostos alongados e nus eróticos que fizeram dele uma das grandes personalidades da pintura no início do século XX.

Sua mãe, Eugenia Garsin incentivou bastante Modigliani com seu interesse pela arte desde criança devido a diversas visitas aos museus de arte. Logo depois, foi matriculado no estúdio de Guglielmo Micheli.

Algo bastante interessante sobre Amedeo era a forma que ele conseguia criar uma empatia entre o espectador e suas obras, entre toda a sensualidade e movimento que apresentava em sua arte.

Após expor algumas obras no Salão dos Independentes, entre elas “O Violoncelista”, Modigliani dedicou-se ao desenho e a escultura em pedra. Durante esse período, ele não abandonou totalmente a pintura, inclusive no quadro “Paul Alexandre Diante da Vidraça” (1913) houve uma referência ao estilo alongado que ele desenvolveu na escultura. Mas, em 1914, decidiu abandonar por completo a escultura e retornar aos poucos à pintura.

Destacam-se como suas principais obras: “Cabeça de uma mulher com chapéu” (1907), “A judia” (1908), “Nu sentado no Divã” (1917) e “Garota com cabelos entrançados” (1918).

Sem Comentários

Postar Comentário

× Podemos ajudar?