Alexandra Prager, fotógrafa e cineasta norte-americana.

Alexandra Prager, fotógrafa e cineasta norte-americana.

Fotógrafa e cineasta norte-americana, Alexandra Prager é a nossa #referênciadasemana.

Iniciou seu trabalho como artista em 2008, com a série fotográfica “The Big Valley”, seguida por “Week-End”, de 2010, ano em que também produziu os filmes “Despair” e “Sunday”.

Escolheu usar o nome ambíguo de “Alex” para assinar suas fotografias, cujo material são mulheres. É autodidata e, segundo ela, estudou em bibliotecas e em casa. Visitou uma exposição de William Eggleston e se encantou pela fotografia, adquirindo uma câmera poucos dias depois.

É conhecida por sua fotografia colorida cinematográfica.

Apaixonada pela estética dos anos 50, 60 e 70, é conhecida por sua fotografia colorida cinematográfica que sempre apresenta muito contraste, maquiagens e perucas, transmitindo um ar sofisticado e fascinantes em seu trabalho.

Consegue encontrar os cenários ideais para sua obra em sua cidade natal, Los Angeles. É possível observar em grande parte de suas fotografias mulheres concentradas em seus dramas pessoais que lidam com situações estranhamente surreais e, ao mesmo tempo, familiares.

Prager também se inspira em clássicos do cinema. Quando uma cena lhe agrada, ela pausa e a registra, para manter a referência.

Mesmo que as mulheres sejam o foco de seu trabalho, a presença do suspense e do drama nos vídeos produzidos, reforçam o que a artista quer transmitir: elegância e perfeição. Nas fotografias, a ousadia, a delicadeza, o teor melodramático e a atmosfera vintage não deixam dúvida, o universo feminino é sempre bonito e fugaz.

Sem Comentários

Postar Comentário