A Arte Naïf de Guido Vedovato

A Arte Naïf de Guido Vedovato

Guido Vedovato nasceu em 30 de junho de 1961, na província de Vicenza, Itália. É um forte nome da arte Naïf, por possuir um estilo estético bastante particular e original se comparado a outros artistas e escolas do movimento.

A arte Naïf, ou Naive (ingênuo em inglês), é um conceito artístico que propõe espontaneidade e originalidade. Conhecida como a arte ingênua, ela não se prende aos métodos academicistas, o que ocasiona em traços livres, mas não necessariamente abstratos. Pode ser associada a pinturas infantis e folclóricas, por serem coloridas e ornamentais.

Há uma presença forte do Folk na arte Naïf, as obras tendem a ser boêmias, retratando a vida regional, fauna e flora de uma maneira bastante específica e imaginativa.

Cada artista tem a sua forma de expressão, Vedovato pinta a vida nas aldeias, animais à noite e tenta representar isso de uma forma alegórica, como se fossem contos.

Ele inicialmente era economista, conheceu a arte Naive através de um artista Iugoslavo na década de 70, e o que inicialmente era um hobby virou a sua paixão. Hoje, as suas obras podem ser encontradas em museus de vários países, como Itália, Espanha, França, Bélgica, Sérvia, República Eslovaca, Rússia, Hungria e Canadá.

Sem Comentários

Postar Comentário

× Podemos ajudar?